buzioscvb@gmail.com
+55 (22) 2623-3260

Turismo 100% conectado

Ex-ministro do Turismo faz palestra em Búzios fazendo uma profunda analise do setor, recomendando pontos para o desenvolvimento do turismo regional, como a integração turística entre as cidades da região.
Por Gustavo Medeiros
O ex-ministro do turismo e também ex-presidente nacional do SEBRAE, Luiz Barreto prendeu a atenção de um público de aproximadamente 50 pessoas, em sua maioria formada por empresários do setor, em palestra, na noite de terça-feira, dia 18, no Salão de Convenções da Pousada Dos Reis, sobre “ Práticas e Tendências do Turismo Inteligente “. Deixou claro, por exemplo, que o turismo atual “ está 100% conectado “:
– O turista está atendo a sustentabilidade ambiental e social; compartilha experiências online, antes, durante e depois da viagem; busca informação online, fotos, vídeos, interatividade, opinião; e acima de tudo, exige agilidade na reserva e cheque-out – explicou Barreto, acrescentando que 94% dos brasileiros pesquisam destinos pelo celular e 64% fecham compras online.
Em números, valores e percentuais, o ex-ministro apresentou dados atualizados de viagens e do turismo no Brasil, destacando que 78% dos pedidos de vistos dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão já são eletrônicos. Frisou, que o setor representa 163 bilhões de dólares do PIB – Produto Interno Bruto no Brasil em 2017, com 8% de participação do setor no PIB do mesmo ano:
– O turismo no Brasil gera 6, 5 milhões de empregos diretos e indiretos e registrou um crescimento de 7% a partir de 2016 – lembrou Luiz Barreto, que aposta em um novo ciclo no setor depois das eleições de outubro.
Ele acredita que o Governo Federal, através do Ministério do Turismo (MTur), dê continuidade nas quatro metas globais que compõem o Plano Nacional de Turismo 2018/2022 que são: aumentar a entrada anual de turistas estrangeiros de 6,5 bilhões para 12 milhões; aumentar a receita gerada pelos visitantes internacionais de US$ 6,5 bi para US$ 19 bilhões; ampliar de 60 milhões para 100 milhões o número de brasileiros viajando pelo país; e ampliar o número de empregos gerados pelo setor.
Ao comentar as dimensões do Ranking Mundial de Competitividade do Turismo, Luiz Barreto destacou a posição do Brasil que ocupa o primeiro lugar no quesito Recursos Naturais e a 8ª colocação nos Recursos Culturais. De acordo com o Ministério do Turismo, 136 países em 14 dimensões foram apresentados durante o Fórum Econômico Mundial:
– O Brasil reúne enorme potencial turístico para estar sempre em franco desenvolvimento. Porém, precisamos melhoras a posição de algumas dimensões. Por exemplo: ocupamos a 106ª posição neste ranking no setor de viagens e turismo. Estamos em 39º lugar no que diz respeito a infraestrutura de atendimento ao turista – lembrou Barreto.
PENDÊNCIAS E AVANÇOS
Frequentador antigo de Búzios, o ex-presidente nacional do SEBRAE -Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Luiz Barreto recomendou que o Governo Municipal e as entidades organizadas do setor privado do turismo, façam uma profunda análise da atuação situação do turismo, avaliando as pendências e avanços:
– Destaco alguns pontos importantes para o desenvolvimento turístico local e regional como: movimentação turística para a efetivação dos negócios; definição de áreas de referências técnicas e científicas, associações locais fortes e articulada, dispostas a propor candidaturas de eventos; estruturas para a realizações de encontros com ótima qualidade; acesso e logística de deslocamento; redes e serviços de comunicação; condições de segurança; forte cooperação público/privado; prestadores de serviços que reflitam a confiabilidade e segurança ao turista; dentre outros.
Barreto não poupou elogiou ao destino turístico de Búzios, através do Búzios Convention & Visitors Bureau (BCVB) pelo empenho na divulgação turística local em especial na América Latina. Comemorou o aumento na movimentação nos principais aeroportos que dão acesso a Búzios.
Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Búzios, empresário Thomas Weber, destacou outro ponto importante, que é a coleta de dados, além de outros desafios:
– Fica claro, que o turismo é a forma mais rápida, eficiente e sustentável (se bem administrado) para gerar empregos e renda com pouco investimento público – observou Weber.
A palestra do Luiz Barreto foi uma realização do SEBRAE-RJ e Prefeitura, com apoio da Associação Búzios Convention & Visitors Bureau (BCVB), Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindsol), Associação Comercial e Empresarial de Búzios (ACEB), Associação de Pousadas de Búzios (APB), Associação de Hotéis de Búzios (AHB), In Búzios e Pousada Dos Reis.
Foto: Gustavo Medeiros

Comentários